XX CNA: Obesidade metabolicamente saudável é um «estado temporário»


A obesidade esteve em destaque no segundo dia do 20.º Congresso de Nutrição e Alimentação (CNA).

Joana Araújo, investigadora do Instituto de Saúde Pública, da Universidade do Porto, citou um estudo, realizado nos Estados Unidos da América (EUA). De acordo com o mesmo, «os obesos metabolicamente saudáveis parecem ter valores semelhantes às pessoas saudáveis».

Além disso, os autores do estudo concluíram que «obesos metabolicamente saudáveis têm um risco de mortalidade e doença cardiovascular semelhante aos indivíduos com um peso normal».

Apesar de tudo, e socorrendo-se de outros estudos, Joana Araújo afirma que «50% dos indivíduos com obesidade metabolicamente saudável passa para um estado não saudável depois de uma ou duas décadas». Daí que a investigadora se mostre reticente sobre a possibilidade de existir uma obesidade metabolicamente saudável, considerando que se trata de «um estado temporário para as pessoas».

Segundo a oradora, os obesos metabolicamente saudáveis estão num estado de transição para obesos não saudáveis.

Veja a reportagem completa sobre o XX CNA na edição de novembro da revista VIVER SAUDÁVEL.



MelysVida.com